Cecília Meireles

Brasil
7 Nov 1901 // 9 Nov 1964
Poeta/Escritora

40 Poemas

>>

Recado aos Amigos Distantes (1)

Meus companheiros amados,/ não vos espero nem chamo:/ porque vou para outros lados./ Mas é certo que vos amo./ / Nem sempre os que estão mais perto/ fazem melhor companhia./ Mesmo com sol encoberto,...

Não te Fies do Tempo nem da Eternidade (2)

Não te fies do tempo nem da eternidade/ que as nuvens me puxam pelos vestidos,/ que os ventos me arrastam contra o meu desejo./ Apressa-te, amor, que amanhã eu morro,/ que amanhã morro e não te vejo!...

Lua Adversa (3)

Tenho fases, como a lua,/ Fases de andar escondida,/ fases de vir para a rua... / Perdição da minha vida!/ Perdição da vida minha!/ Tenho fases de ser tua, / tenho outras de ser sozinha./ / Fases que...

De Longe Te Hei-de Amar (4)

De longe te hei-de amar/ - da tranquila distância/ em que o amor é saudade/ e o desejo, constância./ / Do divino lugar/ onde o bem da existência/ é ser eternidade/ e parecer ausência./ / Quem precisa...

De Que São Feitos os Dias? (5)

De que são feitos os dias?/ - De pequenos desejos,/ vagarosas saudades,/ silenciosas lembranças./ / Entre mágoas sombrias,/ momentâneos lampejos:/ vagas felicidades,/ inactuais esperanças./ / De louc...

Como se Morre de Velhice (6)

Como se morre de velhice/ ou de acidente ou de doença,/ morro, Senhor, de indiferença./ / Da indiferença deste mundo/ onde o que se sente e se pensa/ não tem eco, na ausência imensa./ / Na ausência,...

Personagem (7)

Teu nome é quase indiferente/ e nem teu rosto já me inquieta./ A arte de amar é exatamente/ a de ser poeta./ / Para pensar em ti, me basta/ o próprio amor que por ti sinto:/ és a ideia, serena e cast...

Personagem (8)

Teu nome é quase indiferente/ e nem teu rosto já me inquieta./ A arte de amar é exactamente/ a de se ser poeta./ / Para pensar em ti, me basta/ o próprio amor que por ti sinto:/ és a ideia, serena e ...

Canção do Amor-Perfeito (9)

Eu vi o raio de sol/ beijar o outono./ Eu vi na mão dos adeuses/ o anel de ouro./ Não quero dizer o dia./ Não posso dizer o dono./ / Eu vi bandeiras abertas/ sobre o mar largo/ e ouvi cantar as serei...

Romantismo (10)

Quem tivesse um amor, nesta noite de lua,/ para pensar um belo pensamento/ e pousá-lo no vento!/ / Quem tivesse um amor - longe, certo e impossível -/ para se ver chorando, e gostar de chorar,/ e ado...
>>

Facebook

Inspirações

Amar e Partilhar

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE