49 Poemas

>>

Eu não Quero o Presente, Quero a Realidade (1)

Vive, dizes, no presente,/ Vive só no presente./ / Mas eu não quero o presente, quero a realidade;/ Quero as cousas que existem, não o tempo que as mede./ / O que é o presente?/ É uma cousa relativa ...

Aproveitar o Tempo (2)

Aproveitar o tempo! / Mas o que é o tempo, que eu o aproveite? / Aproveitar o tempo! / Nenhum dia sem linha... / O trabalho honesto e superior... / O trabalho à Virgílio, à Mílton... / Mas é tão difí...

E por Vezes (3)

E por vezes as noites duram meses/ E por vezes os meses oceanos/ E por vezes os braços que apertamos/ nunca mais são os mesmos E por vezes/ / encontramos de nós em poucos meses/ o que a noite nos...

Vive sem Horas (4)

Vive sem horas. Quanto mede pesa,/ E quanto pensas mede./ Num fluido incerto nexo, como o rio/ Cujas ondas são ele,/ Assim teus dias vê, e se te vires/ Passar, como a outrem, cala./ / Ricardo Reis...

Ladainha dos Póstumos Natais (5)

Há-de vir um Natal e será o primeiro/ em que se veja à mesa o meu lugar vazio/ / Há-de vir um Natal e será o primeiro/ em que hão-de me lembrar de modo menos nítido/ / Há-de vir um Natal e será o pri...

Conta e Tempo (6)

Deus pede estrita conta de meu tempo./ E eu vou do meu tempo, dar-lhe conta./ Mas, como dar, sem tempo, tanta conta/ Eu, que gastei, sem conta, tanto tempo?/ / Para dar minha conta feita a tempo,/ O ...

Quando, Lídia, Vier o Nosso Outono (7)

Quando, Lídia, vier o nosso outono/ Com o inverno que há nele, reservemos/ Um pensamento, não para a futura/ Primavera, que é de outrem,/ Nem para o estio, de quem somos mortos,/ Senão para o que fic...

Breves São os Anos (8)

No breve número de doze meses/ O ano passa, e breves são os anos,/ Poucos a vida dura./ Que são doze ou sessenta na floresta/ Dos números, e quanto pouco falta/ Para o fim do futuro!/ Dois terços já,...

Tão Cedo Passa Tudo quanto Passa (9)

Tão cedo passa tudo quanto passa!/ Morre tão jovem ante os deuses quanto/ Morre! Tudo é tão pouco!/ Nada se sabe, tudo se imagina./ Circunda-te de rosas, ama, bebe/ E cala. O mais é nada./ / Ricar...

Eu Queria Ter o Tempo e o Sossego Suficientes (10)

Eu queria ter o tempo e o sossego suficientes/ Para não pensar em coisa nenhuma,/ Para nem me sentir viver,/ Para só saber de mim nos olhos dos outros, reflectido./ / Alberto Caeiro, in Poemas In...
>>

Facebook

Inspirações

Sempre Bem Disposto

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE